Quais os malefícios causados pelo cigarro?

Voltar

O cigarro pode destruir células de diversos órgãos do nosso corpo e, por isso, ele pode causar cerca de 50 doenças. A cada vez que traga o cigarro, o fumante ingere cerca de 4700 substâncias tóxicas, das quais três são extremamente nocivas: a nicotina, que provoca dependência, o monóxido de carbono, que reduz a oxigenação sanguínea que é levada para o corpo, e o alcatrão, que reúne vários produtos cancerígenos, como polônio, chumbo e arsênio.

Essas três temidas substâncias unidas a diversas outras toxinas, quando ingeridas, resultam em diversas doenças e síndromes. Dentre os órgãos que são mais afetados estão o coração e o pulmão, porém, os efeitos também podem ser sentidos por outros órgãos.

Veja como o cigarro afeta o seu corpo

1. Boca

O hálito é alterado devido à irritação na gengiva causada pela fumaça. Além disso, pessoas que fumam estão mais predisponentes a ter caries, não sentem bem o sabor dos alimentos devido a alteração que ocorre nas papilas gustativas e ainda tem maior chance de ter câncer de boca.

2. Chapa preta

Os tecidos dos pulmões são extremamente afetados pelo consumo de cigarros. Eles perdem a elasticidade e o órgão, pouco a pouco, vai sendo destruído. Quando uma pessoa que fuma faz um exame de raio-X, é possível ver uma vasta área escura no pulmão: a chapa preta. O câncer de pulmão é um dos principais motivos de morte de fumantes, mas o cigarro também mata por bronquite, enfisema e câncer em outros órgãos como a garganta e a boca.

3. A ação da nicotina no fígado

A nicotina, ao aspirada, cai na corrente sanguínea e migra para todos os órgãos. Quando ela chega no fígado é metabolizada e pode danificar esse órgão também, podendo resultar no desenvolvimento do câncer de fígado.

4. Náuseas

Muitas substâncias tóxicas do cigarro acabam sendo direcionadas também para o estômago. Nesse órgão já foram encontrados até elementos como o alcatrão contaminado com DDT – um pesticida altamente perigoso que causa danos graves ao sistema nervoso. Como consequência do consumo, a pessoa pode chegar a sentir náuseas, ter gastrite, úlceras e até mesmo câncer.

5. Risco de derrame

Como vimos, o cigarro dificulta a distribuição de oxigênio pelo organismo e isso pode afetar o cérebro. Além disso, pode ocorrer a compressão dos vasos sanguíneos e o aumento da pressão arterial, o que pode resultar em derrame cerebral.

6. Circulação

A espessura dos vasos sanguíneos diminui devido à ação da nicotina. O monóxido de carbono reduz a concentração de oxigênio no sangue. Como resultado disso a pessoa pode apresentar problemas circulatórios graves como tromboses (entupimento de vasos), aneurismas (dilatação de vasos sanguíneos que favorece os derrames), varizes e tromboangeíte obliterante, que pode resultar, em casos graves, na amputação de membros.

7. Infarto

Como falamos, um dos maiores sofredores no corpo de quem fuma é o coração. Graças à ação da nicotina, o corpo absorve mais colesterol, sofre com o aumento da pressão arterial e com o aumento da frequência cardíaca, o que aumenta o risco de infartos.

Viu quantos problemas o cigarro pode causar? Para evitá-los, é só parar de fumar. A decisão é sua!

Porque parar de fumar?

Sua saúde em primeiro lugar, o cigarro é um veneno para o organismo, e nosso tratamento pode lhe auxiliar nessa batalha. pré avaliação clínica